Em entrevista, Aguilar Júnior aponta morosidade do estado e afirma que Segurança Pública é o grande desafio dos prefeitos



Postado em: 13/09/2018


O prefeito de Caraguatatuba, Aguilar Júnior, afirmou que o Estado dá suporte aquém do que os municípios precisam, além de ser muito moroso. Nesta quinta-feira (13), em entrevista ao Jornal da Morada – A Voz do Povo, ele destacou investimentos feitos pelo município em diversas que seriam competência do governo estadual.

Aguilar Júnior afirmou que segurança pública é o grande desafio de qualquer prefeito, mas depende do Governo do Estado. “A Prefeitura de Caraguatatuba faz o máximo, com atividade delegada, câmeras de monitoramento, reformas de prédios e proposta de criar a Guarda Municipal no próximo ano. Mas o govenador, seja quem for, tem de olhar o Litoral Norte de maneira diferente. Caraguá, por exemplo, tem uma população de 120 mil pessoas que chega a dobrar no final de semana”.

Sobre o chamado “fluxo” ou “rolezinho”, o prefeito informou que foram feitas intervenções conjuntas da Prefeitura, Polícia Militar e Conselho Tutelar. Ele frisou que o objetivo não é proibir, mas coibir a ação de pessoas que vão a estes encontros com outros objetivos.

SP-55

O prefeito reiterou a sua intenção de assumir a manutenção da SP-55 desde o trevo da cidade até a divisa com São Sebastião, desde que o estado faça o recapeamento. “O secretário estadual de Transportes (Mário Mandolfo) disse que vai enviar massa asfáltica para fazermos a operação tapa buraco, o que já temos feitos constantemente”. Ele citou que a obra de recapeamento do trecho é estimada em cerca de R$ 20 milhões.

Aguilar Júnior ressaltou que o Estado dá suporte, mas menos do que o município precisa, além de ser muito moroso. “A população sempre cobra os prefeitos, o que natural. Tudo que é recolhido no município vai pra União e retoma uma pequena parte. Mas tudo acontece no município, seja na Segurança Pública, na Saúde e em outras áreas. Recentemente, abrimos processo licitatório pra comprar remédio de alto custo, que é dever do estado”, além de ressaltar o reconhecimento aos funcionários do estado em todas as áreas.

Quiosques

Sobre a situação do cerca de 100 quiosqueiros, que enfrentam uma ação antiga do Ministério Público Federal, que defende a legalização dos espaços com concorrência pública, Aguilar Júnior disse que o impasse está no período a ser concedido aos atuais proprietários. “O MPF propõe um TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) de cinco anos e nós defendemos um período de 10 anos, renovável por mais 10. Prazo razoável para o concessionário ter um retorno do investimento”.

Saúde

O prefeito de Caraguatatuba reafirmou o compromisso de ampliação da Casa de Saúde Stella Maris, com a construção de 54 novos leitos e o término do Pronto-Socorro no hospital. Ele informou ainda que deve ser lançado em breve o processo licitatório para o término da UPA da Zona Sul, localizada no Perequê-Mirim. “A nossa expectativa é entregá-la no primeiro semestre do ano que vem”.

Concurso Público

Aguilar Júnior anunciou que o concurso público para a contratação de servidores será realizado ainda este ano. Em breve, deve ser publicado o edital com os cargos e funções. Ele citou que já foram contratados cerca de mil servidores em sua gestão. Em outubro, mês que se comemora o Dia do Servidor, o prefeito disse que serão anunciados diversos benefícios e ações para os servidores. “Ao contrário do que disseram, não será extinto o vale alimentação. A nossa proposta é melhorar, como fizemos com a CaraguaPrev, equalizando um déficit de R$ 164 milhões para garantir a aposentadoria do servidor”.



Últimas Notícias