Radar na Copa



As informações e as curiosidades da Copa do Mundo da Rússia com a análise do colunista Rafael Morais

Balanço e curiosidades da 1ª rodada da Copa do Mundo

Postado em: 19/06/2018

Rafael Morais

Terminada a 1ª rodada, vamos a um balanço e algumas curiosidades da Copa do Mundo da Rússia.

Balanço

Dos 38 gols marcados na primeira rodada da Copa, sete (19%) saíram de penâlti. Número já é superior ao da Copa de 2014 inteira.

Copa das Bolas Paradas - Metade dos gols (19) saíram de bolas paradas, considerando pênaltis, faltas e escanteios.

Posse de bola não ganha jogo - As quatro equipes que mais tiveram posse de bola na primeira rodada não venceram. São elas: Argentina, Espanha, Marrocos e Alemanha.

Mais chutes a gol também não ganha jogo - As três equipes que mais finalizaram na primeira rodada não ganharam seus jogos. A Argentina chutou 27 vezes, contra 26 da Alemanha e 21 do Brasil.

O Uruguai não bate -  O Uruguai foi a equipe que menos cometeu faltas até o momento. São apenas 6 infrações.

Seleção da primeira rodada - Ochoa (México); Mário Fernandes (Rússia), Giménez (Uruguai), Godín (Uruguai) e J. Gallardo (México); Trippier (Inglaterra), Zobnin (Rússia), H. Herrera (México) e Golovin (Rússia); Diego Costa (Espanha) e Cristiano Ronaldo (Portugal).

Líder das assistências -  Golovin, meia russo de 22 anos, foi o único jogador a contribuir com duas assistências na primeira rodada. O meia já é observado de perto por gigantes europeus.

Brasileiro e primeiro - Thiago Cionek, brasileiro naturalizado polonês, foi o primeiro jogador a marcar um gol contra pela Polônia em uma Copa do Mundo.

Sul-americanos travados - Pela primeira vez desde 1974, quatro times da América do Sul não ganharam o jogo de estreia.

Ásia e América -  O Japão foi a primeira seleção asiática a bater um time sul-americano em Copas. Retrospecto era de três empates e 14 derrotas.

Gols de falta -  Já foram marcados mais gols de falta direta na Rússia (quatro) do que na Copa de 2018 inteira.

Criador de chances -  Kieran Trippier, da Inglaterra, criou seis oportunidades de gol para seu time diante da Tunísia. Desde 1966, somente Beckham, em 2006, criou mais chances.

 

Curiosidades da Copa


ISLÂNDIA

A Islândia não para de fazer história dentro e fora dos gramados. O excelente empate diante da Argentina foi visto por 99,6% dos islandeses, se tornando o evento esportivo mais visto na história televisiva do país.

INSETOS EM VOLVOGRADO

Uma verdadeira nuvem de mosquitos invadiu a cidade de Volvogrado na manhã de segunda-feira, local onde ocorreu o jogo entre Inglaterra e Tunísia. Algumas transmissões de jornais locais britânicos foram canceladas devido ao “ataque” dos mosquitos. Helicópteros tem jogado inseticidas no estádio durante toda a semana.

PANAMÁ E VODKA

O treinador do Panamá, Hernán Gomez, declarou que se a sua equipe avançar às oitavas-de-final da Copa, beberia duas garrafas de Vodka. “Se a gente classificar, eu vou beber duas garrafas de vodka sozinho”.

INVASÃO MEXICANA

A histórica vitória do México sobre a Alemanha, veio acompanhada de um show da torcida mexicana, que compareceu em peso para apoiar a estreia da equipe mexicana.

TERREMOTO MEXICANO

O apoio massivo não foi só na Rússia. Na Cidade do México, as comemorações dos torcedores resultaram em dois terremotos artificiais. O Instituto de Investigação Geológica e Atmosférica disse que terremotos sensíveis foram registrados em dois locais da Cidade do México sete segundos após o gol de Lozano.

CORTE NA CROÁCIA

Kalinic se recusou a entrar nos 5 minutos finais da estreia de sua seleção diante da Nigéria e foi expulso da delegação croata. O jogador alegou dores nas costas, o que não acabou convencendo o treinador Zlatko Dalic.

NEYMARCADO

Neymar foi o jogador mais caçado em um jogo de Copa do Mundo (10 faltas), desde Alan Shearer em 1998, no jogo Inglaterra x Tunísia.